Título original: Entre Outubros
Autor: Rebecca Dellape
Páginas: 448
Editora: Novo Século
Lançamento: 2014
Avaliação: ★★★


Sinopse: APÓS CONSEGUIR ESCAPAR HEROICAMENTE DE UM TRÁGICO SEQUESTRO EM UM DIA DE OUTUBRO – nada menos do que seu décimo sexto aniversário – Holly Armstrong se depara com um mundo totalmente diferente. Seu olhar, sua mente e seus valores já não são mais os mesmos. Agora, é como se houvesse um abismo entre a garota comum da cidade grande e a jovem amaldiçoada pelo trauma. Contudo, tal ferida foi o pontapé para sua vida mudar drasticamente. Motivada pela sua personalidade curiosa e vítima de sua própria fragilidade emocional, Holly parte em uma jornada solitária para tentar descobrir os reais precedentes do evento que mudou sua vida definitivamente. A partir daí, ela se vê envolvida com personagens nada convencionais que a farão tomar rumos distintos, permitindo que ultrapasse seus limites e prove o real sentido de força. Porque, às vezes, é necessário muito mais do que força para sobreviver.

"Não destrua um reino inteiro só porque uma de suas batalhas deu errado. Não acabe com a sua vida."

E, depois de anos muito tempo sem postar, cá estou eu com a prometida (e atrasada) resenha do livro Entre Outubros!
Para os que não sabem, Entre Outubros é o livro de estréia da autora nacional Rebecca Dellape, 20, que tem feito bastante sucesso nas redes sociais leia-se  facebook.  

"Você não pode fugir do seu passado, muito menos de quem se tornou."

O livro é protagonizado pela adolescente Americana Holly Armstrong que, após um sequestro relâmpago e aparentemente sem motivo, tem sua vida transformada drasticamente. O livro é cheio de mistérios e particularidades, por assim dizer. Uma dose certa de romance e de ação.

Confesso, que estava meio receosa quanto a leitura desse livro, havia folheado algumas páginas e essas 
realmente não me despertaram aquele desejo por mais, mas devido a tanto alarde e endeusamento por parte dos leitores resolvi arriscar, e não é que me surpreendi?
De inicio não gostei da narrativa, mas ao longo da leitura fui simpatizando e logo, me acostumei.

A autora tem um bom vocabulário e conseguiu conduzir bem a trama, e o melhor, os personagens são verossímeis! 
O Livro é cheio de frases de efeito, daquelas que nos fazem pensar, sabe? A personagem principal, Holly, é uma garota forte, decidida, sabe lidar bem com problemas em geral, mas não daquele jeito super heroína, mas de um jeito mais normal, mais como uma adolescente realmente lidaria, porém sem aquela dramatização exagerada, ela conhece a realidade em que vive e a enfrenta. Sem mais, essa Holly com certeza é muito cativante.

Porém, alguns pontos não me agradaram tanto, como por exemplo, eu não consegui visualizar a história acontecendo no exterior, principalmente em San Diego, talvez porque na minha mente, a imagem da autora (Brasileira) esteja ainda muito agarrada a da personagem considerando que a Rebecca se inspirou em fatos reais para escrever o livro. 
E por mais verossímeis que sejam os personagens, alguns poucos diálogos deixaram a desejar, mas isso é claro, não faz da leitura uma leitura ruim.

Eu com certeza recomendaria o livro, principalmente para alguém que está numa fase ruim da vida. A autora certamente estreou com louvor.



"Vamos ser sinceros, o tempo não cura tudo. Aliás, o tempo não cura coisa alguma. Ele apenas desloca o incurável do centro das atenções."





Deixe um comentário