O que eu costumava fazer e agora não faço mais é implorar para que uma pessoa fique ao meu lado quando ela quer ir.
Se apegar a algumas pessoas é bem fácil, difícil é desapegar quando a pessoa decide se afastar.Se você já se apegou muito a alguém e essa pessoa simplesmente decidiu que seria melhor se afastar, vai entender o que estou dizendo. Mas uma coisa que só agora entendo é que se a pessoa quer ir, nada que você faça vai impedir. Não adianta ficar tentando fazer com ela fique, não adianta implorar, chorar, espernear ou fazer birra. Ela vai, de um jeito ou de outro. Não estou dizendo para você não se importar, ou fingir que não se importa. Não é isso.
É só que, não adianta implorar. Amizade não se implora. Amor não se implora. Eu fiz isso. Eu implorei e te dou uma balinha se adivinhar o que aconteceu… Pois é, não adiantou. No meio de tudo isso consegui aprender e entender coisas que na época pensava que era incompreensível. Nada é para sempre e acreditar nisso é tolice. Quando é pra ser, simplesmente é. Pode ser que chegue um dia que essa pessoa queira voltar e cabe a você decidir se vai deixa-lá entrar na sua vida novamente.
Cá entre nós, as pessoas que vão, na maioria das vezes, retornam quando você está quase organizando toda a bagunça da sua vida e de seus sentimentos. Como se para por em prova a sua força.



Deixe um comentário